sábado, abril 15, 2017

Minha querida mãe

As vezes,no silêncio da noite,fico a pensar naquelas meninas ou até mesmo aquelas que aos olhos de suas mães são meninas mas que na verdade já são adultas,elas que durante dias ou até mesmo semanas que ficam se falar com as suas mães. Como é que isso é possível? Eu,que de minuto a minuto,de segundo a segundo estou a falar com a minha mãe,eu que fico com o coração nas mãos naqueles dias de muita chuva e que ela tem que conduzir do trabalho até nossa casa. Eu que sofro em silêncio quando ela se aleija ou esta num dia mais triste,eu que partilho com ela a alegria e evito partilhar a minha dor para não a magoar. Eu que lhe trago tantas dores de cabeça e mesmo assim ela não me deixa,ela que ampara todas as minhas quedas e ela que me da aqueles beijos que curam as feridas e que muitas vezes chega a curar a ferida profunda do coração. Jamais,em tempo algum,deixarei de ligar para a minha mãe,jamais deixarei de cuidar dela e nunca vou deixar que metam a minha mãe triste. Porque preciso da minha mãe mais do que preciso de mim!

2 comentários:

Estás aqui não estás? Deixa a tua marca na teen.